OLÁ, ASSINE O JC E TENHA ACESSO LIVRE A TODAS AS NOTÍCIAS DO JORNAL.

JÁ SOU ASSINANTE

Entre com seus dados
e boa leitura!

Digite seu E-MAIL, CPF ou CNPJ e você receberá o passo a passo para refazer sua senha através do e-mail cadastrado:


QUERO ASSINAR!

Cadastre-se e veja todas as
vantagens de assinar o JC!


Porto Alegre

- Publicada em 09 de Setembro de 2015

Assinado contrato para obras de revitalização da orla do Guaíba

Segundo Pinheiro, ainda neste mês terão início as primeiras intervenções


Luciano Lanes/PMPA/Divulgação/JC

Foi assinado, na manhã desta quarta-feira (9), o contrato com a empresa vencedora da licitação para a revitalização da orla do Guaíba, em Porto Alegre. Conforme a prefeitura da Capital, o primeiro trecho revitalizado deve ser entregue dentro do prazo máximo de 18 meses.

Durante o evento de assinatura do contrato, o prefeito José Fortunati destacou a importância histórica da data de hoje para a cidade. “Desde o início da década de 1970, quando as águas ficaram poluídas, costuma-se dizer que Porto Alegre virou as costas para o Guaíba. Hoje é um dia que em que se rompe esta barreira", afirmou.

A previsão é de que, até o final deste mês, a área compreendida entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias passe pelas primeiras transformações. De acordo com o representante da empresa no evento, engenheiro Caetano Pinheiro, ainda neste mês terão início as primeiras intervenções. Serão construídas ciclovias e novos passeios, com iluminação em fibra ótica e lâmpadas LED.

Também está previsto um ancoradouro para barcos de passeio e para o Cisne Branco, um restaurante e seis bares, quatro decks, duas quadras de vôlei, duas de futebol e duas academias ao ar livre, vestiário, playground, além de duas passarelas metálicas com jardim aquático. O restaurante e os bares serão envidraçados, permitindo a abertura total no verão. 

O resultado do processo licitatório foi anunciado no último dia 25. Com o menor valor oferecido - R$ 60.682.477,52 -, o consórcio Orla Mais Alegre atendeu às exigências do edital e do projeto de autoria do arquiteto Jaime Lerner.

Nesta primeira fase, o consórcio irá revitalizar cerca de 10 hectares, compreendendo 1.320 metros da beira do Guaíba, entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias. Os recursos são provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina - a CAF (Corporação Andina de Fomento).